26 de fevereiro de 2009

Momentos de..

Meu sorriso não é constante, a alegria nem sempre toma conta do meu corpo, e eu não fico o tempo todo pulando e dançando, nunca me atirei pra guri nenhum, não sou o exemplo da mulher magra, nem o exemplo da felicidade, eu não fico com um guri por dia, e sim, eu escolho demais. Eu tenho bom senso e sei o que é bom pra mim.
Não sou a mais bela das criaturas, mas não sou a mais pavorosa.
Não sei me definir, e me exponho melhor no silencio ou num sorriso. Odeio gente que me julga e não me conhece, gente que me mente, ou que fala uma coisa na frente dos amigos, e outra pra mim.
Amo demais, e quando eu gosto de alguém, eu não desisto. A única coisa que me faria desistir de alguém, seria o amor. Amor de verdade, entende, quando o outro não corresponde e não quer, amor, desiste se necessário, existem coisas que só o amor compreende.
Eu sempre soube que a vida não era fácil, mas sinceramente? Tem horas que eu paro e pense em tudo, e eu chego a conclusão que não vai valer a pena continuar, sei lá, ta tudo tão errado, eu gostando dum guri que tem namorada, brigando com todo mundo, minhas amigas me excluindo, to em recuperação, é tanta coisa pra resolve, que sei lá.. Tem horas, que eu me sinto fraca.

2 comentários:

Betina disse...

só sorria mais, pensa que ele não tem namorada e seja feliz :D

Renata Severo disse...

Mais um texto muito bom q tu fez! Muito bom mesmo!!! Parabéns!
O que tu escreveu, mostra a força da tua personalidade e como tu é madura, coerente...
Sobre as coisas que chateiam, a vida é assim mesmo, cheia de altos e baixos. O negócio é curtir as partes boas e tirar lições das difíceis.
Escreva mais, escreva sempre!!!
Beijão