23 de fevereiro de 2010

Love Story

O telefone em silêncio a muito tempo, nada se sabia a respeito do que tinha acontecido.
A penumbra que tomava conta o quarto, tornava o ambiente um pouco mais calmo, e Eduarda um pouco mais sonolenta. Faziam quatro dias que Pedro não telefonava, não dava noticias, nem à namorada, e muito menos aos pais. Quanto mais o tempo passava, mais aquela espera se tornava angustiante. Se formariam três dias que Eduarda não tinha cabeça nem para dormir. Saíra dali, apenas para tomar um banho gelado e longo, e para desligar as musicas que tocavam no computador, quando se deu conta que o namorado havia sumido.

Enquanto cada segundo passava lentamente, uma musica tocava de longe, era uma musica calma, e que por acaso, Pedro cantava para Eduarda. O único sentimento que ainda restava em seu coração, era a incerteza, o medo do futuro. Uma primeira lágrima caiu, quando o refrão da musica, a tornou um pouco mais alta. Na camiseta masculina branca - esquecida por Pedro ali, a alguns dias - que Eduarda vestia, ainda restavam alguns resquícios de perfume masculino, e era o que ela tinha de mais próximo da presença dele. Lembranças e mais lembranças passavam em sua mente. 2 anos, tudo isso.. e esse sumiço do nada.. Ela não compreendia, o motivo.

A saudade se misturava com a angustia e com a duvida. O telefone tocou. - Era ele, só podia ser ele - pensou. Atendeu, e ouviu, a voz grossa, apaixonante, que ela tanto amava ouvir, foi como se sentir viva novamente. Perguntou onde Pedro estava, e ele ordenou que ela parasse de chorar, ligasse o computador e abrisse a janela do quarto. Ela obedeceu, não nessa ordem, óbvio. Abriu a janela do quarto correndo, e do lado de fora, tinha uma carta, com a palavra: wait, e dentro, a seguinte frase 'única como você' e apenas uma orquídea - a flor favorita de Eduarda - por cima do cartão, apenas isso. Quando ela voltou para o telefone, Pedro não estava mais lá, mas ela havia entendido o recado. Seguiu ali, em seu quarto, sozinha, esperando. Sentindo o perfume incrível daquela orquídea, e se sentindo realmente amada. E agora, as lágrimas eram de felicidade.

17 comentários:

Thiago Severo disse...

muito bom o texto !

Bell Souza disse...

gostei bantante! boa sorte.=p

Carol Winchester disse...

adorei! muito lindo! *-*

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

adorei teu texto :DD
amei o novo lay :B
Teu blog segue cada dia mais lindo :F
espero que continue fazendo sucesso com ele :P

daniele disse...

aaa que lindo'
quero um Pedro *-*
IHSUAHUSHIAHIS'
quee garota de sorte.
Finais felizes são lindos *-*

Chris disse...

hmm, bem involvente esse conto, me senti dentro dele.

Mileni disse...

adorei o texto :)

Luiz Guilherme disse...

E as horas passam,
quero ouvir você falar
Mas vem o silêncio
de alguém que quer falar.

http://guilg7.blogspot.com/

vlw

ㅤ ㅤ ㅤ     Ana Carolina Corrêa disse...

Muito lindo *-*

Letícia Monteiro. disse...

TEXTOO LINDOO *-*
blog liindo , eu amei (:
Mil beijos :*

Erica Oliveira disse...

Me encantei.
A história é verídica ?

Erica Oliveira disse...

Eu esqueci de pergunta: por que ele sumiu mesmo?

Isadora disse...

muuuito obrigada por todos os comentariaos! e Erica.. a historia do texto, é nao saber onde ele estava, e por que ele sumiu; eu quis deixar o misterio; e nao.. infelizmente nao é veridica :/

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Aaah, muito bom! Mas bem que ele podia voltar no final, hein?

Monique Premazzi disse...

Que bonitinho o texto amor *-* Amei, muito cool. Seu blog é digno, fato. XX

Vitória Silva disse...

Perfeito!
Amei o blog, beijos

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Tem selo pra você no meu blog!

:)