26 de junho de 2009

Adeus Michael Jackson

Bom, o Michael Jackson morreu, isso todo mundo sabe.
Só que acontece, que outros milhões de pessoas já morreram um dia, e não passaram 2 dias falando nisso, e essas pessoas, provavelmente fizeram coisas muito mais importantes do que musica e assédio sexual. Muitas dessas pessoas, morreram salvando alguém, morreram ajudando alguém, sofreram a vida inteira, ou sofreram a vida inteira, e quando foram felizes morreram. Muitas pessoas passaram a vida salvando outras vidas, e só pararam quando a morte os obrigou.
Por que só por que um cara que dançava, fazia musica, tinha uma voz legal, quase atirou o filho pela janela, e afins morreu, todo mundo fala nisso? Só por que ele era famoso? Poisé, mas enquanto a galera fala sobre a morte do Michael Jackson, muitas outras pessoas morrem de fome na África, andam sozinhas pelas rua, passando frio, e fome. O que ele fez de tão bom? Musica pop? Deve se.
Eu sei que muitas pessoas que lerem isso vão achar uma visão idiota, e muito pequena. Mas é a visão que eu tenho.
Vai com Deus Michael Jackson, espero que agora, aprenda a fazer coisas direito.

4 comentários:

Betina disse...

é verdade.. eu nem tinha pensado nisso :~

mas, ah, as músicas do michael eram bem legais :P

EvolutionX disse...

ahaaaaaaaaaaaaaaa era disso q eu sempre falei sahuhsuaha
mtu bom ^^
*-* =*

Mateus disse...

nossa eh verdade heium um monte d gente morre sem nem ter aparecido na tv e nd e enquanto esse cara q era soh famoso fez musicas pop (sao bem legais xDD)e tiveram os otros q morreram salvando outras pessoas, bebes e mulheres ...


mtu bom mesmo
:P

Renata disse...

Muitooo interessante a tua opinião.
Milhares de pessoas q tiveram atos de extrema bondade durante a vida n tem sua morte chorada planeta a fora.
Claro, é inegável q Michael foi um gênio da música e blá blá blá. Mas tá. E uma pessoa q, por exemplo, dedicou toda sua vida a cuidar de crianças abandonadas ou defender animais da extinção...?
Teu texto realmente faz pensar!
Escreva, escreva e dê tuas opiniões, sempre!