5 de junho de 2009

Fugi

Eu queria sumir cada vez mais rápido. Eu precisava correr, minhas pernas não se moviam na velocidade necessária, era lento, Eu caminhava mais devagar do que nunca. Não era permitido correr, pelas regras do jogo do amor. Mas eu precisava no mínimo caminhar rápido, caminhar muito rápido. A velocidade que minhas pernas chegavam não era suficiente. Eu queria evaporar dali, para não ser necessário das oi, nem ver. Eu apenas queria ir pra casa, sentar num sofá confortável e esquecer que ele existia. Eu fui rápido, o mais rápido que meu caminhar me permitia. Eu me sentia mal, e a raiva tomava conta do meu corpo mais uma vez. Eu me sentia cada vez mais fraca diante dele. Cada vez menor, cada vez menos importante, cada vez com menos moral.
Cada vez menor. É esse o termo adequado..
Medo, raiva, pavor, pânico, o que seria? Tudo junto? Nenhum desses? Como eu deveria me sentir, diante de uma das maiores ilusões amorosas que eu havia tido?
Eu deveria ignorar, ou fugir?
Eu prefiro fugir, mesmo achando que ignorar seria o mais adequado.
Meu coração voltara a bater mais rápido, e eu nem sabia o motivo.
Eu havia esquecido, eu sabia disso.
Então por que o coração foi á uma velocidade quase inédita?
A raiva tomou lugar, até da minha vontade de permanecer ali. Isso era estranho pra mim. Não sei se novo, já senti raiva de coisas que eu fiz, e disse muitas vezes. Mas dessa vez a raiva não era de mim, não era possível lutar contra ela. A raiva era dele. Do que ele me fez. Era impossível lutar contra aquele sentimento, Impossível.
Eu me sinto a pior das criaturas fugindo. Mas é a única coisa que eu sinto, a única coisa que eu me animo a fazer. Sair sem ao menos dar tial às amigas. Não que elas sintam por isso, mas eu sinto. Eu sinto que eu não fiquei mais um pouco por culpa dele. Dele. Não minha. Cada vez eu me decepciono mais comigo.

2 comentários:

Betina disse...

eu me importo que tu não me deu tchau =[
saguflsdhufaslhusd

amei lo textito :*

Renata Severo disse...

Isa! O que passou, passou!!!
Viva e aproveite os bons momentos q estão aí...
Beijão
Mami