21 de julho de 2009

Perguntas, reflexão..

Em certos momentos da vida, olhamos em volta, e constatamos que não existe ninguém na nossa volta, que tenha o poder de nos ajudar, apenas nós mesmos, e olhe lá. Nesses momentos, não existe ninguém pra nos mandar dizer isso, e não aquilo, fazer aquilo e não aquilo outro, ou mandar nós sermos assim, e não assado. E isso acaba se tornando muito difícil, e cada pessoa encara isso de um jeito. Algumas, se tornam extremamente frias, outras choram e querem colo, outras querem chorar sozinhas, outras apenas vêem nisso, uma motivação, pra continuar, cada vez mais forte, e ainda existem outras, que de uma forma frustrada tentam fingir pra elas mesmas, que nada esta acontecendo. E sinceramente não sei á qual dessas opções ocorro. Acho que uso um pouco de todas, depende da situação. Muitas vezes eu me torno uma pessoa fria, outras eu quero alguém que me escute, ou quero ficar sozinha, e em alguns casos, raros admito, eu tento de uma forma frustrada, fingir que nada esta acontecendo. Mas e quando, nós somos o colo solicitado? O que devemos fazer, dizer, como devemos agir? Quais são as formas existentes para ajudar alguém? E quando nós solicitamos colo, chegamos a pensar na ideia de que a pessoa pode ter essas mesmas duvidas, e pode não saber o que nos dizer? Acho que nos sentimos tão carentes, que não pensamos nisso, e achamos que a pessoa que nós ocorremos para colo, sempre vai ter uma resposta pronta para o que nós precisamos. Vai nos dizer que isso é mentira, ou que isso passa, e a gente vai tentar acreditar que tudo isso passa mesmo. Aliás, por que é tão difícil acreditar na frase 'tudo passa'? Afinal, tudo passa mesmo. Só que no momento, a dor que se sente, é tão grande que temos uma falsa impressão, que não vai passar.
Por que muitas vezes dizer 'isso passa'? É a única coisa que nos ocorre? Talvez por que passe mesmo? Talvez por que não saibamos o que dizer? Não sei, são tantas perguntas, e as respostas onde estão? No tempo? Dentro de cada um de nós? Não existem? Não sei.
O que se deve fazer quando a única coisa que nós sabemos fazer diante de uma dificuldade, é nos isolarmos? Por que é tão difícil aceitar a companhia de alguém, e aceitar que essa companhia pode ser tudo que nós precisamos? Por que fazemos tantas perguntas, se sabemos que elas não tem resposta? Por que achamos que essas perguntas tem respostas? Por que em alguns momentos da vida, temos tudo que queremos, e em outros, temos tudo que não queremos? Por que a vida é Tao contraditória? Por que as coisas nunca permanecem muito tempo do mesmo jeito? Por que a vida precisa ser tão complicada? Por que eu acho que alguém vai me responder tudo isso? Tem tanta gente se fazendo as mesmas perguntas, e não obtendo respostas, assim como eu.. Tanta gente que ainda não aprendeu nem metade das coisas que eu aprendi, e se faz essas perguntas e além delas, muitas outras. Bom, como tudo passa, um dia essas perguntas irão passar, e junto com elas, as repostas, ou ate mesmo, a vontade de ter essas respostas

3 comentários:

Betina disse...

mas que texto pequeno, nem demorei pra ler! udshfuihsdfiuhsa

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

adoreii o texto!!

Ellie Charlotte disse...

Gostei do texto.
te indiquei pra um selinho.
bjs bjs :*