16 de setembro de 2009

Conhecimento didático nao é tudo.

'Afinal, pra que servem as rondas?'
'Não sei.. acho que alguma coisa a ver com cuidar do fogo'

Poisé pessoas.. Ser gaúcho e não saber o verdadeiro significado de muitas coisas, como as rondas, que frequentamos quase que diariamente, não chega a ser vergonhoso, mas não é o correto. No colégio, aprendemos sobre 7 se Setembro e datas importantes. Mas o que nos ensinam de coisas que iremos usar afinal? Me digam, quando que eu vou precisar saber o pi, se eu não for fazer arquitetura ou alguma coisa que tenha a ver com matemática? Nunca. Eu vejo, que muitas pessoas que hoje tem uma vida boa, plena e tal, não sabem mais o que é báscara, nem como se faz o teorema de tales. Tem casa carro, dinheiro e filhos, mas se eu pergunto 'como se faz báscara?' não sabem me responder. Dai eu me pergunto, adianta mesmo aprender tudo isso de forma torturante se daqui a 20 anos, eu não vou usar? Não. Não me adiantam provas e mais provas, se na prova eu erro tudo de nervosa e na aula eu faço tudo certo. Não me adiantam textos e mais textos sobre a Ásia, Europa, Oceania e mais mil e quinhentos lugares do mundo na aula de geografia, se eu não aprendo assim, se quando eu for 'dar a minha volta ao mundo' eu não souber nada. Vivemos em um mundo extremamente evoluído, tão cheio de novidades tecnológicas, por que o ensino não pode ser reformulado? Aumentar um ano de estudo apenas piora a situação. Precisamos de uma base, óbvio, mas pra que base, se não usaremos mais essa base depois que sairmos da faculdade? Se depois que passarmos anos e mais anos frequentando uma sala de aula, não existirão vagas de trabalho? Pra que um ensino que não muda, que não evolui, que não nos ensina a viver? Conhecimento didático não é tudo. Precisamos de aulas sobre educação com o patrimonio publico, aulas de sexualidade, aulas de amadurecimento, para não termos mais crianças de 14 anos, que não sabem que é preciso calar a boca quando um professor fala, que jogar futebol americano na sala de aula é errado, precisamos de um mundo melhor, e o colegio deveria ensinar isso, como uma matéria, mais difícil que matemática, tenho certeza.

Um comentário:

betina disse...

Apoio totalmente! Ainda mais a parte das crianças de 14 anos que jogam futebol americano na sala de aula, haha :D
Gostei do texto izzzzzzzzzzzzzza, HAHA :B