7 de junho de 2010

Diante de tantas duvidas e problemas, surgiu você, seu sorriso, seu perfume, seu jeito, o beijo, o abraço, todo aquele carinho, e tanta atenção.. Me mostrando tudo que sonhei em uma pessoa só. Mesmo estando totalmente fora dos planos, e sem nenhum futuro pra quem via de longe, surgimos nós e inúmeros planos, sorrisos, confidências. Amor, confiança, e companheirismo. Sentimentos inexplicáveis talvez. Era bom demais. E por mim, não se acabaria mais. Do nada, surgiu um sentimento que não sabíamos de onde vinha, nem como vinha. Uma amizade tão forte, que virou amor de verdade. Meu melhor amigo, meu namorado; Tua melhor amiga, tua namorada. Os sonhos, a infância, tantas coisas a serem comentadas, era incrível a afinidade.

Mas os erros, não deixavam as coisas acontecerem como era necessário. Ou talvez, ajudavam as coisas a serem como tinham que ser. Tanto tempo perdido, ou ganho, não sei... Por melhor que as coisas estivessem, os erros sempre vinham a tona, e destruíam tudo que tínhamos construido com carinho e cuidado. Palavras, atos, que surgiam do nada, e sumiam do mesmo jeito. Atitudes que tanto provavam, já não tinham o menor valor diante de tantos erros. Grande amor, grandes problemas.

Era incrível como sorrir ficava fácil diante do teu sorriso, e como era difícil te fazer sorrir verdadeiramente. Os poucos momentos bons que ainda tenho em minha memoria, aos poucos se vão, junto com os ruins. Abraços, carinhos, palavras.. Hoje tudo isso não faz o mínimo sentido diante de tanto tempo, e tantas mentiras. A verdade, é que mesmo depois de tudo isso, percebi que cresci muito. Me tornei mais mulher, menos menina. Perdi parte da minha criança. Se isso é bom ? Não sei, o tempo me mostrará. Mas uma certeza sei que posso ter: Prometo nunca mais cometer esses mesmos erros. Você, eu, mentiras, e verdades. Palavras que não são nem parecidas, e que não conseguem viver em um mesmo ambiente.

E o pior de tudo, é que mesmo depois que percebemos que nossas vidas não tem mais nada em comum, e nem nunca mais vão ter, lágrimas ainda escorrem pelo meu rosto em alguns momentos; Raros, mas existentes. Participei de tudo isso por tanto tempo, e só hoje consigo ver, que todos os meus erros, não foram erros, foram modos da vida me mostrar o maior erro que eu cometia: você. Que hoje, já não pertence mais a mim, e talvez nunca tenha pertencido.

9 comentários:

Taynara Ambrósio disse...

aaaaaaaah que lindo texto, pena que tenha deixado os erros sucumbirem todo esse amor, um grande amor com muitas dores. adorei o blog, estou seguindo.

bjs :*

www.trueslove.blogspot.com/

Giselle Rayane disse...

Que liindo ! *--* | Tô te seguindo ;*

Emilia Sertorio disse...

lindo, um pouco triste... erros acontecem, mas é preciso ter coragem para assumi-los, levantar e sacudir a poeira.
beijos
lindo o seu blog =)

Yasmin c.k. disse...

Muito bonito, o pós amor é a pior fase, não tem mais nada a ver mas mesmo assim sofremos, é um confusão, ainda bem que o tempo faz tudo passar, até os sentimentos mais complicados. Li seu email, tá tudo ok, então eu espero suas notas da semana 89. Ah, estou de blog novo.

Christine Wengrzynek disse...

Lindo o teu texto, parabéns pelo blog, você escreve muito bem, estou te seguindo ;D

~* Bruna Morais disse...

o pós amor é a pior fase², porque agente ainda fica com aquele pensamento, "nossa o que aconteceu para que o amor acabasse", mas o que nos resta é levar a vida adiante, esperando o próximo amor.
Lindo Texto.
Parabéns pelo blog.
beijos.

http://metamorfoserosashock.blogspot.com/

Daniela Filipini disse...

Ninguém é de ninguém. Porém, às vezes, é tão intenso que chegamos a acreditar.

" ) disse...

Noossa qi texto legal, gostei bastante.. to seguindo o blog vou passar por aqi sempre agora *-*

da uma passadinha no nosso tambem
http://minds-travelers.blogspot.com

bjos

S.S. Brunna disse...

Lindo texto.
Bom, sempre acontece de nós errarmos...
Beijo :)