24 de julho de 2010

Uma vez me questionaram se eu me arrependia de alguma coisa que eu havia feito, e inesperadamente, respondi que não. Diante disso parei para pensar sobre meus erros, e acabei percebendo que todo aquele choro e arrependimento foram em vão. Tudo que eu errei até hoje, me fez chegar aonde estou, e me ensinou o que sei sobre a vida. O que sou hoje, devo aos meus erros e amores confusos, pois sei que cada dia que passa alguma coisa dentro de mim cresce, e me torna cada dia mais mulher, por mais que as vezes só eu consiga ver isso. Hoje, muito da minha felicidade devo ao que errei a um tempo atrás.

Tenho conseguido ver que errar é uma coisa humana, e que primeiro devemos analisar bem o que nos leva a crer que aquilo é de fato um erro grave; Se realmente for, ai então sofremos e tentamos reparar o que perdemos.. Se não, esquece.. Sempre achei que a vida não deveria ser vista de forma tão seria as vezes, a ponto de sofrermos por pouca coisa. Temos pouco tempo aqui, e devemos aproveita-lo de modo que arrependimentos não sejam necessários jamais. Culparmos-nos injustamente é o pior erro que podemos cometer conosco, pois, sentindo culpa perdemos de viver coisas que poderiam ser inesquecíveis.

Todos erramos, e o pior erro que cometemos é não saber isso. Li quando era pequena, que devemos julgar os erros dos outros, do mesmo modo que julgamos os nossos, e até hoje me lembro disso; Tanto quando cometo um erro, quanto quando erram comigo.. E juro que não consigo perdoar alguém que errou comigo, com a mesma facilidade que perdoo meus erros, por um motivo que desconheço.. Mas consigo. Juro que admiro pessoas que não conseguem perdoar, afinal, perdoar não é de fato um sentimento tão nobre quanto parece. Pode ser perigoso, arriscado e muitas vezes fatal. Pode abrir portas para novos erros, ou pode ensinar que errar não é tão bom assim. Errar é humano, persistir no erro é burrice.. Deve ser azar perdoar uma pessoa burra..

4 comentários:

B&C disse...

Julgar os erros de outra pessoa é bem mais facil do que julgar os nossos.

Jorge Lima disse...

Acho que perdoar não consiste em aceitar os erros e permanecer neles. Perdoar é sim nobre, pois você precisa estar certo de que errar é humano e compreender isso.
Perdoar não significa deixar as coisas como eram antes.
Perdoar é compreender que todos estamos sujeitos a errar e que isso cabe a Deus julgar.

parabéns pelo texto

Thizi disse...

sempre tem algo de que a gente se arrependa

Manuela Cara De Panela disse...

Não gosto de errar, lógico. Mas gosto do que aprendo com eles. Já peuguei tantas vezes o caminho errado, hoje estou no certo, mas não saberia se não tivesse percorrido os incertos. ;*