15 de julho de 2010

Mais uma vez..

Era domingo, um lindo domingo. O sol brilhava constantemente na rua, e o frio gelava até os fios de cabelo de quem se atrevesse a enfrenta-lo. Duas pessoas caminhavam pela rua; Dois mistérios vagavam pelas ruas da cidade, sem saber no que tudo aquilo ia dar. Dois bons amigos, falavam sobre seus sonhos, mágoas, conquistas e todo o resto.. Ficava cada vez mais tarde, o sol já se punha, e a noite começara a cair, junto com a temperatura. Eles pararam, sentaram e se abraçaram, apenas como bons amigos, da mesma forma que vinha sendo a muito tempo, e o frio passara, agora os corações batiam nervosos e ansiosos, sem saber o que poderia acontecer.. Um beijo, outro, e mais um. Era tarde, e foi assim que eles se despediram. Não poderia existir um dia tão perfeito quanto aquele. Os sentimentos mais sérios e nobres brotaram em ambos os corações, apenas por um beijo, um dia, um pouco de convivência.

Meses e meses se passaram e muitas coisas eles passaram juntos. Lágrimas, sorrisos, derrotas, conquistas.. Eram inúmeras as historias que teriam para contar aos seus filhos, e as coisas que eles se pareciam; Mas maior do que tudo isso, eram as diferenças entre eles, as desavenças e as decepções que eles se causavam sem querer. Era lindo, mas era torturante. Um amor como aquele.. Não era tão fácil assim para se encontrar.. E foi então que ela estragou tudo, tropeçou e caiu. Seu maior sonho durante meses, foi seu pior pesadelo durante os meses que viriam após o sonho se tornar real. Não poderia vir em hora pior, para destruir dois corações que se amavam.. E aquele amor que todos gostariam de sentir se acreditassem se esvaiu em mentiras, desconfiança e lágrimas, mais uma vez.. Dois corações partidos choravam, com quilômetros de distancia, dois corações doíam, pelo mesmo motivo.

Mais meses se passaram, as marcas foram se apagando e o amor conseguiu ressurgir, mesmo diante de tanta dor e desconfiança. Cada erro, de ambas as partes, era fatal.. Não existiam chances de aquilo dar realmente certo, por maior que fosse o esforço deles.. Cada um se esforçando de um lado. Ela amando cada vez mais, e ele amando cada vez menos.. Mentiras, amigas, amigos, e férias. As férias.. Viraram problema, e não descanso. A vontade de ficarem juntos o tempo todo era gigantesca, mas o descaso em alguns momentos destruía tudo de bom que tinha sido construído.. O tempo só piorava a situação.

O fogo foi apagando, apagando, apagou. E agora, todas as historias ficaram por serem contadas, os sonhos por serem realizados, e as lágrimas caindo sem apoio. O ar ficou mais leve, e o sorriso mais fácil. As festas tem mais graça, os amigos não abandonam, e percebe-se que por mais que eles acreditassem que não seria possível viver um sem o outro, a vida fica mais fácil assim. Cada um seguindo sua vida, e realizando seus sonhos; tanto os velhos, como os que vieram. Cansaram de contar meses e criar problemas por qualquer coisa. São felizes, como sempre sonharam. Os dois, separados. É assim que é, e assim que sempre deveria ter sido. Sem arrependimentos, mas sem vontade de repetir. Foi, e não é mais. Tão simples..

6 comentários:

Anônimo disse...

eeeiii muito liindo *-*
beeijao migs s2

Anônimo disse...

       - Legaul :D

stupid dreams disse...

Parabéns ,escreve bem

jefhcardoso disse...

Tudo que passa deixa a sua história.
Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

A cada derrota,desepcão, vai servir de lição, e concerteza as lembranças dos bons e ruis momentos sempre alguma permanecera.

Jorge Lima disse...

Não adianta quando se tenta muito acho que não é apenas o amor que se torna um desgaste. A confiança e a amizade vai se deteriorando até tornar-se pó!